Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda e certa; e ele descera sobre nos como a chuva, como a chuva serôdia que rega a terra. (Oséias 6:3)

(11.07.16) II Samuel 20:2 Os Homens de Judá se Uniram ao Seu Rei

meyerOS HOMENS DE JUDÁ SE UNIRAM AO SEU REI. II Samuel 20:2

F.B. Meyer

 

Somos lembrados da exortação do bondoso Barnabé, que, com firmeza de coração, a igreja de Antioquia deveria permanecer no Senhor. Este é o teste de uma verdadeira fé. Muitas vezes chegamos a uma encruzilhada. No divisor de águas ao pé de um monte: aquele caminho leva-nos de volta para Moabe com suas fascinações; este caminho para Canaã com suas atrações espirituais. Orfa e Rute precisavam escolher. Cada era igualmente profusa em discursos e lágrimas; mas o teste final do amor é se ficariam ou iriam embora. Quem ficaria com a viúva Naomi? Esta é a que realmente ama; sua fidelidade irá atestar o fervor e a força de seu afeto. Orfa beijou a sua sogra, e voltou para o seu povo e os seus deuses, enquanto Ruth “se apegou a ela.”

Devemos nos unir a Jesus, apesar do escárnio da multidão. Devemos estar preparados para permanecer com Ele quando todos se vão, ou segui-lo, mesmo se para a morte. Devemos estar dispostos a enfrentar as poderosas ondas do mundo, que passaram por sobre Ele e agora segue em nossa direção. Embora todos o abandonem, devemos nos apegar a Ele.

Devemos nos apegar a Jesus, apesar da rebelião da carne. A nossa natureza, por vezes, pode se levantar em rebelião, exigindo algum fruto proibido. Não é brincadeira de criança a vontade solitária ter que permanecer firme em fidelidade e lealdade inabalável; mas precisa ser assim.

Devemos nos apegar Jesus quando Ele parece nos rejeitar. Só quem pode suportar uma provação tão afiada, estão expostos a ela. Mas, às vezes somos chamados a passar por situações assim, como Jó, para que os anjos possam aprender como os amantes de Cristo se agarram a Ele, não pelos Seus dons, mas por causa d’Ele mesmo.