Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda e certa; e ele descera sobre nos como a chuva, como a chuva serôdia que rega a terra. (Oséias 6:3)

(21.07.16) I Rs.6:7 Nem Martelo, nem Machado ou Instumento algum de Ferro se Ouviu

meyerNEM MARTELO, NEM MACHADO OU INSTRUMENTO ALGUM DE FERRO SE OUVIU. I Reis 6:7

F.B. Meyer

 

Em absoluto silêncio, como o crescimento de uma palmeira no deserto, aquele nobre edifício surgiu na simetria das suas proporções perfeitas. Mas houve muitas  marteladas e machadadas e instrumentos de ferro antes dos materiais serem trazidos ao local da construção.

O silêncio absoluto com o qual o Templo foi erguido é um emblema apropriado para o progresso da Igreja, desde as suas bases estabelecidas no Apostolado até a pedra superior, que em breve será colocada sobre a estrutura concluída. Em meio a ascensão e queda de dinastias e impérios, a Igreja está sendo construída. Almas após alma, como pedras vivas, estão sendo discretamente colocadas sobre as paredes. Algum dia o mundo vai se surpreender quando vê a Nova Jerusalém descer do céu da parte de Deus. As obras mais poderosas de Deus são o fruto do silêncio.

Você e eu estamos na pedreira, sendo lavradas, lascados, cinzelados: ou estamos na madeireira, sendo serrados, aplainados, perfurados com pregos. Tende bom ânimo! Não vai demorar muito, o trabalho preparatório vai acabar, e vamos tornar-nos parte da estrutura eterna. No céu não pode entrar nem martelo, nem machado, nem qualquer outro instrumento de ferro. O julgamento terá feito o seu trabalho. Tristeza e choro fugirão. O apóstolo Paulo, que sabia mais do que ninguém o que o julgamento e dor significavam, com confiança poderia declarar: “Estou certo de que as aflições deste tempo presente não são dignas de serem comparados com a glória a ser revelada em nós.” Então a cidade de Deus brilhará com sua beleza concluída, seus muros se chamarão Salvação; seus portões, Louvor; e a canção triunfante dos remidos soará: “graças, honra, glória e poder sejam dados Ao que se assenta no trono, e ao Cordeiro para todo o sempre.”